Impostômetro mostra a arrecadação de Vitória de Santo Antão

Notícias Comentários

???????????????????????????????

Já está disponível ao público a versão vitoriense do impostômetro, que é uma ferramenta que mostra o valor que a prefeitura de vitória recolheu em impostos desde o dia 1° de janeiro de 2016 até hoje, sendo atualizado a cada segundo.

A iniciativa pioneira no município é de autoria do Professor Edmo Neves (PMN). O vereador disponibilizou sua página pessoal na internet (www.professoredmo.com.br/impostometro) e a fanpage do Facebook (facebook.com/professor.edmo.neves) para a implantação do sistema.

“Pretendemos mostrar a população vitoriense o quanto de impostos é arrecadado na cidade, com isso, para que os vitorienses saibam quanto dinheiro está disponível nos cofres da prefeitura para a execução de obras e políticas públicas que melhorem a vida das pessoas na cidade”, explicou o vereador.

O município arrecada três impostos principais: O Imposto Sobre Serviço (ISS) de qualquer natureza, com nota fiscal emitida por empresas ou profissionais autônomos que prestam serviços no município; O Imposto Sobre Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU), pago pelos proprietários de imóveis; e o Imposto sobre Transmissão de Bens e Imóveis Inter vivos (ITBI) que é pago por quem compra ou vende os direitos de um imóvel.

Como vereador, o Professor Edmo vem desde o início do mandato alertando ao Poder Público Municipal da necessidade de atender a prioridades que surgem a partir da necessidade dos moradores. Um exemplo disso é a apresentação de emendas ao Projeto de Lei da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2016. O documento foi apresentado pela Prefeitura e estabelece as diretrizes para elaboração e execução da Lei Orçamentária de 2016.

As emendas foram levadas a votação na Câmara no dia 20 de agosto de 2015. Na análise do Projeto de Lei, o Vereador sentiu falta de ações para resolver uma série de problemas que necessitam de uma intervenção imediata do Poder Público. De acordo com o vereador as ações que foram acrescentadas ao Projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2016 surgiram a partir da intensa e cotidiana atividade política realizada no município, e, principalmente ouvindo os anseios dos cidadãos vitorienses.

“As nossas ideias surgem da consulta popular. E acreditamos que a gente acerta muito mais do que erra quando a gente busca ouvir as pessoas. Essa tem sido a nossa linha de trabalho desde que assumimos como vereador para honrar os 3.104 vitorienses que entenderam que nós deveríamos representa-los”, explicou o Professor Edmo.

impostômetro