Professor Edmo foi contra aumento de taxa de Iluminação Pública

Notícias Comentários

DSC_0070

O Projeto de Lei n° 47/2015 de autoria da Prefeitura de Vitória de Santo Antão que aumenta o valor cobrado pela taxa de iluminação pública no município foi aprovado pela maioria dos vereadores, mas sem o voto do Professor Edmo Neves (PMN). Ele ressalta que antes de aumentar custos para a população, a Prefeitura precisa responder ao requerimento 435/2015, no qual o Professor solicitou ao Executivo Municipal informações para os moradores quanto à responsabilidade da iluminação pública.

“Não podemos permitir que a população passe mais um cheque em branco para um serviço inexistente. É preciso esclarecer quem executará os serviços e por quais meios a população poderá cobrar”, declarou o Vereador durante o seu pronunciamento no Plenário Juarez Cândido Carneiro.

O consultor em administração pública, Elias Martins, analisou a incidência do aumento da Contribuição de Iluminação Pública (CIP) aprovado. “Ao se comparar com a tabela de 2012 (Residencial), as faixas mais baixas (populares) alcançam 100% de reajuste, as maiores alcançam 400%. A tabela comercial alcança 600% no mesmo período”, explicou Martins.

Para Neves, desde que a responsabilidade foi transferida para o poder público municipal, a ingerência sobre a iluminação pública em Vitória está tão grande que este assunto domina as conversas nas ruas. Só os pedidos oficiais da população ao vereador geraram 20 requerimentos do Professor Edmo informando à prefeitura da irregularidade na prestação do serviço e pedindo a melhoria imediata do problema para os moradores de Jardim São Pedro, Natuba, Loteamento Real, São João Batista, Alto Nossa Senhora do Amparo, Centro, Bela vista, Matriz, ao longo da Avenida Henrique de Holanda, Pirituba, Mangueira, Sítio do Meio, Lídia Queiroz, Matadouro, Pinga Fogo, Água Branca e Barra de Santana. “Praticamente toda a cidade está escura”, concluiu.

Em um desses casos foi relatado um assalto a uma criança de oito anos. Ela estava na calçada de casa. Enquanto brincava os assaltantes chegaram e com um revólver apontado para a cabeça da menina, tomaram o celular. Isso às oito da noite. Em frente a casa onde houve o roubo, o poste estava apagado, deixando a rua às escuras e facilitando a ação dos bandidos.

O Vereador também apresentou no requerimento n° 243/2015, com uma ideia para a Prefeitura: a troca e reposição das lâmpadas atuais, por outra mais eficiente e econômica do tipo LED. Um investimento por uma nova tecnologia que ilumina mais e consome menos. Só pra se ter uma ideia, uma lâmpada de LED de oito watts de potência produz a mesma luminosidade que uma incandescente de 100 watts, o que reduz o consumo de energia em quase 90%, de acordo com especialistas.