Professor Edmo restringe área de instalação da Zona Azul

Notícias Comentários

DSC02214

São esperadas nos próximos dias, mudanças no Sistema de Zona Azul em Vitória de Santo Antão, na Mata Sul do Estado, a 50 Km do Recife. Isso porque depois de ouvir várias queixas dos moradores da cidade o Professor Edmo Neves (PMN) conseguiu aprovar na sessão de ontem (dia 12/03/2015) da Câmara de Vereadores um Projeto de Lei (PL) para proibir a instalação do sistema rotativo de estacionamento em algumas áreas de Vitória.

O Projeto do Professor Edmo impede que sejam delimitados espaços de estacionamento Zona Azul em praças onde aconteçam atividades físicas ou recreativas e áreas de até 100 metros de hospitais e de Igrejas que estejam fora do bairro centro. A medida foi necessária porque na lei Municipal n° 3743/2012, que instituiu o sistema de estacionamento rotativo pago em Vitória, não há delimitações para instalação da Zona Azul.

A polêmica se deu depois que foram marcados de azul o meio-fio da Praça da Matriz e instalados alguns parquímetros e sinalizações na área. “Muitas queixas foram feitas pessoalmente a mim pelas pessoas e tantas outras chegaram por meio das redes sociais. Não é razoável criar obstáculos ao exercício dos direitos sociais, tais como saúde, educação, lazer e também à religião”, justifica o Edmo.

Como foi aprovado por unanimidade dos vereadores, o Projeto do Professor Edmo Neves que restringe a instalação da Zona Azul precisa agora receber a aprovação e assinatura do chefe do Poder Executivo para passar a valer.

ZONA AZUL – O serviço funciona desde julho de 2014 e, apesar do município ter a Agência Municipal de Trânsito da Vitória do Santo Antão (AGTRAN), é administrado por uma empresa particular. De acordo com a Prefeitura de Vitória de Santo Antão, o horário de funcionamento da Zona Azul é das 9h às 18h, de segunda a sexta-feira, e das 9h às 13h, aos sábados. Já o valor do estacionamento para carro é de R$ 1,50 por hora, e para moto, R$ 0,70 por hora. O tempo mínimo para estacionamento é de 30 minutos.