Representando os vitorienses, Professor Edmo vai a Borborema

Notícias Comentários

 

Foto 01

Depois de receber diversas reclamações de vitorienses que precisam usar os serviços de ônibus da empresa Borborema, principalmente para o deslocamento para o Recife, o Professor Edmo Neves (PMN) foi à sede da empresa para dar conhecimento dessas dificuldades relatadas.

 

Problemas como o recente aumento da passagem do ônibus entre Vitória e Capital, relatada pela estudante Nathalia Moura. “Trabalho e estudo no Recife, diariamente pego o expresso Abdias que até ontem custava R$ 7,50 e para minha surpresa hoje 05/05/2015 está custando R$ 10,00”, detalhou Nathalia.

 

O editor de imagens, César Alexandre, também trouxe para o vereador problemas na qualidade e conservação dos ônibus. “Viagem das 4:20 da manhã, você começa o dia muito bem, fora não ter ônibus direto para Recife nesse horário, ainda temos que aguentar as péssimas condições em que os passageiros da Borborema passam para chegar ao trabalho, são utilizados ônibus urbano para fazer essas viagens” descreu Alexandre.

 

A reunião foi na manhã da terça-feira 12 de maio – mesmo dia em que estava marcada uma Audiência Pública na Câmara de Vereadores de Vitória para discutir o transporte público no município. O Professor Edmo foi recebido pelo gerente de operações da Borborema, Osvaldo Farias. “Com esse encontro, pude me antecipar a audiência pública e, à noite, levar informações mais precisas sobre o serviço prestado pela Borborema – principal operadora desta linha em nossa cidade”, explicou Edmo Neves.

 

De acordo com o Professor Edmo, o gerente de operações da Borborema recebeu com muita atenção e respeito as insatisfações dos usuários de Vitória. Ele anunciou algumas medidas a curto e médio prazo que pretendem melhorar a situação. “Nos foi garantido que imediatamente será deixado um ônibus reserva de prontidão em Vitória para acabar com atraso das linhas e que três ônibus novos serão incorporados a frota que atende ao município” comemorou Edmo.

 

Osvaldo Farias explicou que o uso de veículos semiurbanos é permitido contratualmente para rotas que fiquem até 80 km do Recife. Sobre o aumento do preço, ele justificou o fato de não ter havido nenhum reajuste nos últimos três anos.

 

Usando a tribuna do plenário Juarez Cândido Carneiro, durante a audiência pública, o Professor Edmo foi enfático: “A situação não pode simplesmente ser aceita.Teremos que nos mobilizar para buscar esclarecimentos e reformas. De minha parte, irei ao Ministério Público e também à Empresa Pernambucana de Transportes Intermunicipais, para que escutem o que diz nossa população e tomem as medidas cabíveis”.

Foto 02

Fotos de César Alexandre, postadas na fan page de Edmo Neves (31/03):